Blog

14/09/2020

INFLUÊNCIAS PARA O DESIGN DE INTERIORES DA PRÓXIMA DÉCADA

Dica

Design biofílico

O design biofílico se propõe a conectar projetos arquitetônicos à natureza. Essa conexão se dá através da inserção de plantas e elementos naturais como madeira de demolição e pedras à concepção de edificações e ambientes. Além da estética, o design biofílico visa melhorar a saúde, a psique e o ecossistema em geral.

 

Móveis em fibra natural

Móveis feitos de fibras naturais como o rattan e vime estão se tornando muito popular em projetos de interiores, um retorno ao que já foi tendência nos anos 80 e 90. Este material tradicional vem sendo visto em cadeiras, tapetes e iluminação, mesclados e
combinados com um desenho mais moderno.

 

Design com formas arredondadas e volumosas

Cadeiras, mesas de centro, sofás e até luminárias apresentam as suas volumosas curvas remetendo-nos à infância e rendendo aos espaços um aspecto lúdico. Essa nova tendência é marcada por móveis com cantos arredondados e formas tubulares, também conhecidos como design neotênico, a partir do termo “neotenia” – o exagero das características infantis. 

 

Arcos

Clássicos nunca morrem! E é o caso dos arcos – formas típicas da arquitetura tradicional de diversas partes do mundo – que passam por uma retomada.  Surgem como uma nova estratégia para trazer curvas e formas mais orgânicas aos projetos de interiores domésticos, não apenas através de arcadas estruturais, mas também de padrões decorativos pintados nas paredes.

 

Mini espaços de trabalho

Adequar os espaços domésticos para as atividades profissionais - home office - se tornou muito mais comum. Assim, as áreas de trabalho tornam-se menos formais e podem coexistir com outros ambientes. Isso levou ao aparecimento de pequenos nichos de trabalho, que podem ser integrados a peças de mobiliário maiores, como armários ou estantes de livros, e estações móveis e compactas que se caracterizam pela versatilidade.

 

Puxadores invisíveis para uma cozinha totalmente integrada

Dê adeus aos puxadores aparentes de modelos tipo alça, concha ou ponto! A tendência é substituí-los por ferragens invisíveis, que variam de travas de pressão ( um dispositivo mecânico ou magnético instalado dentro do armário, que permite abrir o móvel empurrando a porta), até as alças integradas (que permitem puxar as gavetas, graças a bordas internas chanfradas). Há, também, as soluções mais simples, como puxadores ocultos afixados na borda superior de cada porta, de modo que se possa ver apenas um singelo perfil. O objetivo é ter um espaço mínimo, uniforme e elegante.

 

Escadas integradas com o mobiliário

Explorando diferentes formas de utilizar o espaço sob as escadas, diversos projetos de interiores criaram áreas de armazenamento ou mesmo integraram os degraus como parte da composição de um mobiliário maior, como uma bancada de trabalho ou estantes.

 

Banheiros coloridos

Em paralelo ao uso mais frequente de cores vibrantes em paredes e móveis, os banheiros também passam a receber cores, deixando para trás a “necessidade” de serem brancos. Cores como rosa claro, dourado, azul marinho e verde oliva, estão fazendo dos banheiros áreas atraentes dentro do espaço doméstico.

 

Áreas de estar abertas e fluidas

Os espaços residenciais estão se tornando mais abertos e fluidos. Recursos como a incorporação de cortinas e painéis móveis em espaços abertos estão se tornando muito populares como alternativas para ocultar áreas específicas.

 

Granilite

Padrão muito usado em casas venezianas há mais de 500 anos, teve seu retorno na década de 1970 e hoje voltou, novamente, ao rol de revestimentos favoritos de arquitetos e designers. O granilite da atualidade é uma mistura de lascas maiores de mármore, quartzo, granito e vidro, com menor densidade e padrões gráficos mais atraentes. Além de pisos, este padrão será amplamente utilizado em cozinhas e no mobiliário da sala, papéis de parede, tecidos e até mesmo tapetes.

 

Madeira e concreto em seu estado mais puro

Madeira e concreto expostos em paredes, tetos e pisos são uma estratégia que arquitetos e designers utilizam há certo tempo para a obtenção de um ambiente elegante e quente, dentro de orçamentos enxutos. Além dos aspectos sensoriais, estes materiais exigem pouca manutenção ao longo do tempo. 

 

Confira na galeria alguns exemplos do que você pode adotar no décor do seu lar:

Solicitar orçamento